Não podemos pedir às empresas que abrandem o ritmo e poupem os colaboradores – já que o risco de ficar para trás é realmente grande. No entanto, podemos dar dicas aos colaboradores (e outros) para gerir o stress a que estão expostos diariamente.

O mundo do emprego e o panorama empresarial move-se a ritmos alucinantes. A competição entre empresas gera pressão para que os colaboradores alcancem os melhores resultados. Se num dia está tudo controlado, no outro eis que uma tempestade invade os escritórios. No meio do caos há algo que não sai de cena: o stress.

Gerir o stress torna-se, assim, essencial no dia-a-dia de todos os colaboradores de uma empresa. O stress existe naturalmente no nosso corpo e é até essencial para reagirmos em situações de emergência, por exemplo. O problema é quando o stress é produzido em demasia.

No panorama empresarial de hoje, gerir o stress é essencial para obter bons resultados.

No panorama empresarial de hoje, gerir o stress é essencial para obter bons resultados.

 

O aumento deste traz consequências físicas e mentais, como a síndrome de burn-out. Ter um corpo e mente alinhados e sem stress ou ansiedade é a fórmula para se alcançar sempre bons resultados no trabalho.

Quanto mais saudáveis forem os profissionais – de qualquer um dos departamentos – melhores serão os resultados. Para vos ajudar a alcançarem o nirvana profissional, deixamos-vos dicas de ouro para gerir o stress!

 

1- Acordar cedo

Só o facto de sair da cama pode já ser um factor quase stressante. Quantos mais minutos se adia o despertador, pior o stress vai afectar durante o dia.

A grande questão não é hormonal, mas sim uma questão de organização do dia. Ao acordar mais cedo irá ter mais tempo para organizar o seu dia e realizar as tarefas diárias com mais calma.

Mas atenção, que acordar cedo não significa diminuir nas horas de sono. Este é outro factor para combater o stress.

 

imagem close-up de um despertador com uma pessoa a espreguiçar-se

 

 

2- O exercício físico

Esta é das dicas para gerir o stress que mais se encontram por aí. E a verdade é que se não combatesse o stress à séria, nunca este teria tantos apoiantes.

O exercício físico não só ajuda a concentrar-se noutro coisa que não o trabalho, mas liberta endorfinas. Ao exercitarmos o corpo, dá-se um processo químico que faz com que hormonas sejam libertadas e causem uma sensação de bem-estar. Estas são os melhores calmantes naturais.

O exercício físico liberta endorfinas, que são as hormonas que dão uma sensação de bem-estar.

O exercício físico liberta endorfinas, que são as hormonas que dão uma sensação de bem-estar.

 

3- Faça pausas

Pausas são importantes para deixar o cérebro “respirar”. Ou seja, se estiver sempre ligado a algo, nem se concentra numa só coisa, nem a mente descansa como devia.

E quando se fala em pausas, fala-se em apanhar ar e largar as redes sociais. Apesar de serem uma boa distracção, estas últimas estão infestadas com conflitos. O melhor é largar tudo por uns minutos e aproveitar a calma.

Respirar fundo ajuda a acalmar a tensão arterial, o que por si só já é uma grande ajuda para gerir o stress.

 

Mulher apanha sol na cara debaixo de uma árvore durante o inverno

 

4-Alimentação Saudável

Durante uma crise de stress, o nosso corpo activa mecanismos para atenuar os efeitos do mesmo. Um desses mecanismos são nutrientes, como a Vitamina C e os antioxidantes – que vão proteger as células de serem atacadas pelo stress.

Manter uma alimentação equilibrada e variada é essencial para que o corpo se mantenha sempre com tudo o que precisa para pôr um travão no malvado stress.

Grupo de pessoas juntas à mesa a comerem uma refeição saudável.