Foi notícia na passada semana: segundo dados do Instituto Nacional de Estatística, em 2013 verificou-se o mais baixo número de nascimentos desde que há registo.

A taxa de natalidade, que desde os anos 90 está em quebra crescente, deixou-se agora superar em larga escala pela taxa de mortalidade e a população envelhece gradualmente.

Um bebé é uma dádiva cada vez mais rara nos lares dos jovens casais portugueses, um projecto continuamente adiado. E quando finalmente surge a coragem de dar o grande passo, poucos são os que se aventuram a dar um irmão ao primogénito.

No ano passado tinha-se já […]