Este é o momento em que tudo pode acontecer. Para que nada corra mal e conseguir a vaga, deixamos-vos dicas para entrevistas de emprego.

Depois de currículos e cartas de apresentação enviadas chega a derradeira hora da entrevista de emprego. Este momento é o tudo ou nada. É aqui que os candidatos se distinguem uns dos outros e em que um só erro pode deitar tudo a perder.

Para alguns, as entrevistas são o momento em que conseguem mostrar aquilo que valem, mas para outros estas são uma autêntica camada de nervos. Uma coisa é certa: para todos, uma boa preparação para as entrevistas é essencial para que nada dê para torto.

Nos parágrafos seguintes podem ler 7 dicas para entrevistas de emprego.

 

Homem com curriculum à sua frente e preparado para uma entrevista

 

 

1-Fazer o trabalho de casa

Com “fazer o trabalho de casa”, quer-se dizer: pesquisar a empresa e o mercado em que se insere.

Esta é uma das dicas para entrevistas de emprego que podem até parecer dispensáveis, porém existem muitas pessoas que que não fazem uma pesquisa adequada. Saber o meio em que a empresa se insere é essencial para não começar a entrevista já com pontos negativos.

Só depois de conhecer minimamente a emprega a que se está a candidatar e o próprio mercado é que se consegue ajustar o discurso às necessidades da mesma.

Este trabalho de casa não se refere apenas à pesquisa. As questões traiçoeiras como “diga-me três defeitos seus” também podem constituir uma verdadeira rasteira. Nestas, é necessário evitar as respostas clichés e ser-se verdadeiro (sem dar totalmente os pontos fracos). O fundamental mesmo é transparecer equilíbrio.

 

2- Não podem existir atrasos

Vamos ser conscientes: atrasos acontecem, é verdade. Contudo, é precisamente nestes dias que eles não podem acontecer. Por essa razão, há que antecipar determinados cenários propícios a que atrasos ocorram. Uma das formas de evitar estas situações é, precisamente, sair com tempo.

Não é necessário chegar 30 minutos antes; 5 minutos de antecedência devem ser suficientes.

 

Homem que corre na rua

 

 

3- O curriculum não fica em casa

É bastante comum que o entrevistador traga consigo uma cópia do curriculum do candidato. Mas, por alguma razão, tanto este pode não a ter como pode ser mais do que uma pessoa a entrevistar. Nestes casos, vale mais prevenir e trazer cópias do seu próprio curriculum. Estar preparado para eventualidades deste género fica sempre bem.

 

4- A linguagem corporal diz muito

Se há algo com que se deve ter cuidado é com aquilo que dizemos. E não, não comunicamos só com palavras – a postura e as expressões dizem muito sobre alguém. Sem querer, pode mostrar-se mais desinteressado ou até mesmo mais nervoso do que aquilo que devia.

Existem estratégias de comunicação que podem ajudar a treinar a linguagem corporal.

 

5- Mentir é totalmente proibido

Esta é das dicas para entrevistas de emprego mais importantes. É necessário ter em mente que os empregadores sabem tudo. Actualmente, devido à presença digital nas redes sociais, é muito fácil saber o que quer que seja sobre alguém. Caso minta acerca de algum dado, é muito fácil chegar à verdade. Lembrar: a mentira tem perna curta.

Neste ponto 5, podemos também retroceder até ao ponto 1. Se não pesquisar sobre a empresa, não minta a dizer que o fez. A pergunta “o que sabe sobre a empresa?” é bastante comum e as mentiras são uma bola de neve. Para além disso, a probabilidade de se ser apanhado é realmente grande.

Assim que se é apanhado numa mentira as probabilidades de se ser contactado novamente baixam significativamente.

 

Entrevista de emprego na qual a entrevistadora olha para o candidato com desconfiança

 

 

6- Faça perguntas

Existe melhor forma de alguém se mostrar interessado do que a fazer perguntas? Leve algumas preparadas, caso tenha dificuldade em lembrar-se do que perguntar na hora da entrevista.

Esta parte é essencial para ambas as partes, afinal o candidato também escolhe se pretende ou não ficar na empresa.

 

7- Esperar pelos resultados

Mal se sai da entrevista fica-se logo a pensar no que se devia ter dito perguntado. Os dias seguintes são de alguma ansiedade para saber se se ficou ou não com vaga.

Há que ter em conta que não se é o único candidato a uma entrevista e, por isso, é importante esperar uns dias sem contactar de volta a empresa. Caso já tenha passado mais tempo do que aquele que o entrevistador disse, pode contactar de volta a empresa. Mostra interesse, mas apenas se não for demasiado cedo.

 

Estas dicas para entrevistas de emprego são dicas simples mas que podem resultar num emprego.