O currículo é, de modo generalizado, o primeiro cartão de visita de um candidato a um emprego. No entanto, nos dias de hoje, e em certos tipos de profissão, é por vezes necessário criar algum tipo de distinção face à concorrência, sendo fundamental ser criativo para chamar a atenção dos potenciais recrutadores.

É aqui que entra o portefólio como possibilidade de complemento ao currículo. O portefólio pode ser bastante útil para apresentação de trabalhos realizados em profissões que envolvam criatividade. Ex: webdesign, decoração, etc.

O que é um portefólio de trabalhos?

Um portefólio, termo originário do inglês, consiste na compilação dos trabalhos mais relevantes desenvolvidos no decurso do percurso profissional ou de aprendizagem.

Este documento deve espelhar de forma clara e apelativa a experiência adquirida e/ou o potencial de trabalho. Há que ter em atenção que um portefólio é um documento vivo que deve evoluir. À medida que novos exemplos de trabalhos vão surgindo podem ir substituindo outros que já não correspondam à imagem que se pretende transmitir.

Por onde começar?

1. Selecção
Começar por identificar todas as experiências profissionais tidas e seleccionar as que se revelam mais relevantes para a situação em questão (ex: candidatura a um emprego, mostrar a um cliente). Num portefólio, não é aconselhável despejar toda a informação, mas filtrá-la, por forma a que este não seja demasiado exaustivo e desinteressante. A qualidade representativa vale mais do que a quantidade.

2. Organização
A clareza é uma qualidade fundamental na organização e estruturação de um portefólio que visa ser visto e bem entendido.

3. Montagem
No portefólio, o início é tão relevante como o fim para causar uma boa impressão na entidade recrutadora ou potencial cliente. No entanto, é importante manter a coerência e um fio condutor ao longo de toda a apresentação.

4. Visual
Idealmente, o portefólio deve ter uma componente visual para se tornar mais leve e atractivo.

5. Escrita
O texto deve estar em harmonia com as imagens seleccionadas utilizadas para o ilustrar e pode ser usado para fornecer contexto ou uma descrição sobre os trabalhos apresentados.

Há várias formas de apresentar um portefólio consoante cada situação. Pode ser, por exemplo, um documento em PDF, um slideshow, um site ou um documento impresso em papel.

Relacionados:
7 dicas para ser mais proactivo na procura de emprego
Para além da formação: competências complementares
Planeie o seu tempo e produza mais e melhor