São boas notícias para as empresas e para aqueles que estão à procura de emprego. A Iniciativa Emprego 2009, promovida pelo Governo, visa incentivar a contratação de recursos humanos e a manutenção de postos de trabalho num ano que se revela difícil na economia portuguesa e europeia. São medidas que prevêm a redução das contribuições para a segurança social a cargo do empregador para as empresas que queiram contratar trabalhadores com 45 ou mais anos ou a contratação de jovens à procura do primeiro emprego, a inserção de trabalhadores em acções de formação qualificantes durante os períodos em que se verifique a redução temporária do período normal de trabalho ou suspensão de contratos de trabalho, no quadro das disposições aplicáveis do Código do Trabalho, incentivos à redução do trabalho precário.

 

Importa por isso, reduzir os factores de desvantagem e transformá-los em vantagem competitiva na hora de procurar e conseguir o emprego desejado. A aposta na formação profissional é por isso desejável, para incentivar as empresas a conseguirem os recursos humanos, mais qualificados em competências técnicas, mas também pessoais. O sistema de trabalho P8.10, praticado na master.d, tem regras específicas e patamares de exigência para levar os nossos formandos ao triunfo profissional. Preocupa-se intensamente com as habilidades necessárias para exercer uma profissão, mas também aponta os comportamentos necessários para conseguir um posto de trabalho. Porque os formandos ambicionam não só a formação, mas também fazer uso dela.

 

As formações que disponibilizamos vão de encontro a várias áreas vocacionais: desde o apoio social em profissões como Auxiliar de Geriatria, Auxiliar de Educação Infantil, Auxiliar de Parafarmácia, passando pelo Turismo e as Relações Públicas, a criatividade e performance artística de um Decorador de Lojas, até a áreas mais técnicas como as Energias Renováveis ou Manutenção e Reparação de Computadores e também Técnico Especialista e Internet.